Ir para o conteúdo

Diversão e Segurança


Atualmente uma das opções de lazer mais procuradas pelas crianças, adolescentes e adultos são os parques de diversões. Porém, mesmo com o avanço tecnológico da maioria desses parques, continua grande o número de acidentes nesses locais. E o mais preocupante é que geralmente envolve crianças ou adolescentes.

E esses acidentes ocorrem em todos os tipos de parques. Seja naqueles mais simples, como playground, com brinquedos como balanços, escorregas e gangorras, ou nos tradicionais, com carrosséis, rodas gigantes, montanhas-russas, carrinhos bate-bate, trens-fantasma, etc. São parques muito comuns em cidades do interior e litoral, que normalmente passam pequenos períodos em cada lugar, especialmente em épocas de festas e/ou temporadas.

Também há os parques mais sofisticados, chamados temáticos, que são instalados normalmente nas grandes cidades de forma definitiva. Esses parques dispõem de equipamentos fabricados por indústrias especializadas, porém tampouco estão livres de acidentes. Pelo contrário, quando ocorrem, podem ser muito graves por causa da altura e velocidade que os equipamentos desses parques alcançam.

Todos esses parques têm riscos variados a depender do seu estado de conservação e da pessoa que irá usá-lo. Os grandes parques; tanto os tradicionais, temáticos e itinerantes, somente podem ter sua segurança aferida por órgãos especializados (CREA, por exemplo). Os usuários devem procurar a placa de indicação dessas fiscalizações, que precisam estar afixadas em local visível no parque.


Para evitar os problemas mais comuns e as causas principais dos acidentes em parques recomendamos:

- Supervisão Contínua

Apesar de alguns pais não gostarem dos equipamentos, evite deixar seus filhos — principalmente os menores — sozinhos. Se não for possível ir com o filho no equipamento, fique sempre atento ao comportamento da criança e aos funcionários que estão no comando do equipamento. Esta atitude evitará também que seu filho se perca. Mas, como essa possibilidade nunca pode ser totalmente evitada, acerte sempre um local no parque para reencontros em caso de se perderem. Também é valido uma etiqueta com nome da criança, dos pais e um numero de telefone.

Lembramos que em Parques de Diversões mais responsáveis existem normas de segurança para cada equipamento, a idade da criança não influencia em nada para sua segurança e sim a altura, também fique atendo aos equipamentos mais radicais, sempre existe uma placa informativa na entrada de cada - não são recomendados para gestante, pessoa portadora de: labirintite, epilepsia, deficiência física, cardíaca, aerofobia, acrofobia e coluna.

Caso seu filho esteja indo ao parque em excursão de escolas ou clubes, somente autorize sua ida se conhecer e confiar no guia, que deverá conduzir um número limitado de crianças.


- Você também é responsável pelos acidentes

Cada equipamento tem suas normas de segurança e devem ser seguidas à risca pelos visitantes, coisas como estatura mínima ou máxima, braços e pernas para dentro das gôndolas, aguardar a parada total do equipamento para desembarcar e etc, etc, etc. Os atendentes devem sim chamar a atenção dos visitantes mais "abusados" para estas normas, afinal à vida do visitante esta em jogo quando estas regras não são seguidas.

Não é permitido embarcar com maquinas filmadoras ou fotográficas, celulares, óculos, bonés, bolsas e mochilas, objetos soltos e/ou pontiagudos, afinal o parque não se responsabiliza por danos causados a você ou a estes objetos se você não seguir estas normas, por isso ao embarcar em um equipamento sempre deixe estes tipos de objetos com algum amigo ou mesmo na plataforma do equipamento quando possível. Os atendentes têm que prestar muita atenção nisto e em visitantes que não querem obedecer.


- Verifique o estado dos equipamentos

Mesmo os brinquedos mais simples (aqueles que encontramos nas praças) podem ser perigosos. Mesmo sem ser um especialista, você pode verificar se o brinquedo está com uma má aparência (pintura, limpeza, ruído etc.), é provável que a manutenção seja deficiente. Nesse caso evite usá-lo, mas se quiser usar algum brinquedo nessas condições, prefira aqueles que possam oferecer menores riscos, ou seja, não elevem as crianças em grandes alturas ou desenvolvam velocidade.

Observe também a qualificação e apresentação dos operadores dos equipamentos automatizados, pois as mesmas é que decidem se o equipamento está funcionando bem e se as pessoas estão seguramente instaladas no mesmo.


- Não deixe a emoção influenciar suas decisões


Apesar de ser a adrenalina o propósito do equipamento e o ponto forte desses parques, a grande alegria das crianças e adolescentes deve ser sempre equilibrada pela razão e responsabilidade dos pais, para evitar um acidente que acabaria com toda a diversão.

Assim, sempre que possível vá se divertir com seus filhos nesses parques, mas não deixe de ficar atento aos aspectos de segurança, mesmo que tenha que pacientemente insistir para seu filho escolher outro equipamento.

Obs: Os atendentes de parques de diversões são sempre instruídos para dar segurança aos visitantes, por este motivo nunca implique com algum deles se você ou seu filho for barrado na entrada de algum equipamento, isso são normas e ele deve cumpri-las, caso ache injusto, procure a gerência do parque, assim você terá maiores explicações sobre o ocorrido.




www.parquedediversoes.com - Todos os Direitos Reservados - © 2002-2018 | Fale Conosco - contato@parquedediversoes.com
Todas as empresas e marcas aqui representadas são propriedades de seus respectivos donos, não possuímos vínculo comercial com as mesmas.
Voltar para o conteúdo